Estas são as 12 nações em que as mulheres são pior tratadas do que animais

Apesar da aparente simplicidade e clareza do nosso mundo, ele continua a ser tão diverso e contraditório que, às vezes, deveria duvidar da veracidade da sua própria percepção: algumas coisas ainda são bastante surpreendentes, e …

Apesar da aparente simplicidade e clareza do nosso mundo, ele continua a ser tão diverso e contraditório que, às vezes, deveria duvidar da veracidade da sua própria percepção: algumas coisas ainda são bastante surpreendentes, e até mesmo francamente assustadoras.

Sinceramente, ficamos surpreendidos que, numa época em que as novas tecnologias e a exploração espacial continuam a evoluir, ainda se mantenham no nosso mundo algumas tradições tão bárbaras.

Estamos a falar de países em que as mulheres não têm quaisquer direitos, países em que estão expostas a violência diária, em alguns casos, correndo mesmo risco de vida, diariamente. Aqui está uma lista de países em que as mulheres – arriscamos a afirmação – não são consideradas pessoas.

1. Afeganistão

A esperança média de vida para as mulheres afegãs é baixa, aproximadamente 45 anos, milhões de viúvas mendigam para sobreviver. A pobreza, os conflitos armados, o casamento precoce e violência por parte de seus maridos e famílias é uma realidade infeliz e triste pela qual estas mulheres passam. Este país tem uma das mais altas taxas de mortalidade durante o parto. Mas há não muito tempo atrás, o Afeganistão era um Estado laico …

2. República Democrática do Congo

“Democrática” é uma palavra forte, as mulheres deste país não podem assinar qualquer documento legal sem a permissão de seu marido, mas os deveres, esses têm de sobra. Por causa das constantes guerras, as mulheres congolesas facilmente podem ser encontradas na linha de frente, muitas delas acabam por sucumbir. O HIV cresce a um ritmo galopante, muitas das vezes ficam sozinhas com os seus filhos e sem qualquer ajuda.

3. Nepal

Neste país ocorrem casamentos precoces, já que é aceite pelas comunidades locais que os pais vendam as suas filhas no momento em que elas atingem a idade adulta. Sem escolha, elas são obrigadas a aceitar para se protegerem e ao mesmo tempo protegerem as suas casas. Na maior parte dos casos de casamento precoce a mulher morre durante o trabalho de parto.

4. Mali

Este pobre país é famoso pelos seus rituais sangrentos: meninas são submetidas a mutilação genital através de procedimentos dolorosos. As mulheres locais casam cedo, e não por vontade própria. Como consequência disso muitas delas acabam por falecer durante o parto.

5. Paquistão

Neste país, as mulheres têm uma vida muito difícil por causa de costumes que são verdadeiramente perigosos para elas. Uma menina paquistanesa pode facilmente ser agredida com ácido no rosto se for acusada de alguma situação pelo noivo, pelo pai ou pelo próprio irmão. Se forem acusadas de adultério podem inclusive ser apedrejadas até à morte, provar a sua inocência é uma situação praticamente impossível de acontecer, uma vez que, quando são acusadas, praticamente todos se viram contra elas.

6. Índia

Na Índia, os meninos são valorizados, mas as meninas são discriminadas desde o nascimento: muitas delas não chegam sequer a sobreviver até à idade da adolescência.Na Índia não é raro as meninas serem sequestradas a fim de serem obrigadas a prostituírem-se. Quase 3 milhões de mulheres indianas são prostitutas, quase metade delas crianças.

7. Somália

Na Somália, as violações (estupro) são muito frequentes e a gravidez é um autêntico inferno para as mulheres, uma vez que os hospitais têm condições miseráveis para as receberem: é proibido auxiliar as mulheres durante o parto. As mulheres são abusadas frequentemente pelos próprios maridos sem que existam quaisquer leis para as proteger.

8. Iraque

Estamos perante mais um país em que as meninas são raptadas ou violadas. O país mergulhou num sectarismo infinito e mais uma vez, este é um país em que não há leis que protejam as mulheres. No ano de 2014 aconteceu uma situação horrível: 150 mulheres que se recusaram a prestar serviços sexuais aos soldados foram brutalmente assassinadas.

9. Chad

Neste país, a vida de uma mulher é totalmente dependente do seu marido, a quem ela pertence, e as meninas casam-se entre os 11-12 anos. São vítimas de abusos constantes e pouco ou nada podem fazer quanto a isso.

10. Iémen

Aqui, as mulheres não podem estudar. A razão é simples – não têm tempo! Neste país elas casam-se com idades a partir os sete anos, e em seguida, são privadas de todos os direitos. Já agora, podemos informar que, no Iémen as autoridades estão tentar resolver este problema, mas até agora com pouco sucesso alcançado.

11. Arábia Saudita

Apesar de a Arábia Saudita ser um país rico e promissor para as mulheres, há muitas restrições. Este é o único lugar no mundo onde as mulheres não têm permissão para dirigir/conduzir um carro. E as mulheres não podem sair de casa se não forem acompanhadas pelo seu marido ou por um parente, não podem usar transportes públicos ou sequer falar com outros homens. Elas são obrigadas a usar roupas que cubram completamente o rosto e corpo.

12. Guatemala

Outro país nesta lista, onde as mulheres têm muito a temer por suas vidas. Os crimes contra as mulheres são muito habituais neste país, e ninguém sequer investiga os crimes. Elas são muitas vezes abusadas e espancadas até à morte e, mais uma vez, este é um país e que as leis pouco ou nada protege as suas mulheres.

Deixe um comentário